É confiar e esperar!

22 JAN 2019
22 de Janeiro de 2019

No mínimo 80% dos brasileiros estão confiantes de que o país, a partir de agora, entrará numa fase de recuperação econômica, proporcionando a retomada do crescimento do número de empregos. Como consequência dessa melhoria, deveremos ter também resultados positivos no padrão de vida da população que, de uns 20 anos para cá, tem sofrido bastante. De fato, quando um pai de família fica desempregado, sem condições de suprir seus familiares para uma vida, pelo menos razoável, a situação deste pai (e de sua família, é claro), passa a ser até de desespero! Imaginem vocês, leitores, uma situação desta, multiplicada por 13 milhões, que é o número aproximado de desempregados atualmente. E sabemos que a média das famílias é de 4 pessoas. Então, numa conta simples, temos no Brasil 52 milhões de pessoas vivendo numa situação dramática, sem as menores condições de uma vida normal. Já pensaram o que passa uma família vivendo assim? 

Então, agora com mudanças do Governo Federal e dos Estaduais, é possível pensarmos em modificações que permitam melhorar a vida de alguns milhões de brasileiros que vêm vivendo em verdadeira miséria. E, saindo muitas pessoas desta terrível situação, haverá, certamente, um efeito progressivo, um efeito cascata, que atingirá muitos outros, proporcionando uma vida melhor que a atual. É só uma questão de lógica! Havendo melhorias na parte mais carente da população, com criação de empregos, os outros segmentos também deverão sentir as consequências positivas. 

Assim, vamos confiar que tudo vai melhorar, que a política econômica vai ser correta e trazer os resultados que todos esperamos. Se o novo governo Bolsonaro reduzir drasticamente a corrupção (viva Sérgio Moro!), só isto, haverá de trazer consequências positivas formidáveis. Vamos confiar, esperando que tudo vai dar certo! É hora de modificar o fato de vivermos num país rico em tudo, mas com padrão de vida de um país muito pobre! 

Voltar

Faça a sua Utilidade Pública  e  Seu Apoio Cultural

3773-3700 / 3772-1086